SYSTRA é pioneira no uso do BIM.
24 de outubro de 2017

SYSTRA é pioneira no uso do BIM.

O sistema BIM nos dá a capacidade de antecipar o trabalho, as incompatibilidades e até mesmo possíveis problemas ainda na fase de projetos.

Derivado do termo em inglês Building Information Modeling, o BIM foi criado pelo professor em ciência da computação e arquitetura do Instituto de Tecnologia da Georgia, Charles M. Eastman, em 1974. Ainda sobre o nome de Sistema de Descrição da Construção, o conceito foi criado com o intuito de mostrar uma descrição baseada em computador de uma infraestrutura, para tornar projetos, construções e operações mais seguras e eficientes, melhorando diversos pontos dos seus desenhos.

Após a criação do conceito e anos de pesquisa, no ano de 1992 os professores G.A Van Nederveen e F.P Tolman, lançam um artigo sobre como um sistema que permitisse a participação de todos os envolvidos no processo de construção, de forma colaborativa, ajudaria no desenvolvimento de melhores estruturas.

Estava aí pavimentado o caminho do desenvolvimento de um novo sistema, que marcaria a passagem de projetos feitos em papel e CAD para um sistema totalmente automatizado e que presasse pela colaboração de todos os envolvidos no projeto, incluindo os clientes.

Hoje o Grupo SYSTRA é pioneiro no uso do BIM pelo mundo, e está trabalhando em diversos projetos com esse sistema, dentre eles o “Metrô de Bogotá” onde a metodologia BIM foi uma peça chave no desenvolvimento da obra que contribuirá para uma viagem mais rápida e ágil na capital colombiana, ajudando a combater o trânsito e desafogando o sistema de BRT.

“O BIM é uma plataforma que apresenta muitos benefícios. Apesar de nas etapas iniciais o projeto ficar mais caro, ganha-se a capacidade de antecipar o trabalho, as incompatibilidades, e eventuais problemas, resolvendo-os na etapa de projeto e não na de obra ou operação. Além disso é possível simular diversas situações, como o tempo de obra, eficiência energética, fluxo de pessoas e até mesmo o percurso do sol”, nos conta o arquiteto Samuel Fukumoto.

Essa já é uma realidade para o Grupo SYSTRA. Além do Metrô de Bogotá, nossos profissionais usaram a metodologia BIM nas estruturas do metrô da grande Paris, a linha de metrô Elizabeth em Londres, na Ponte Cachao, no Metrô de Singapura e na linha de alta velocidade Ostlänken na Suécia. O time Möbius, liderado pelo Grupo e pela Map3, também ganhou o projeto de design da estação do Hyperloop nos Emirados Árabes Unidos usando o BIM.

Voltar ao topo da página
SYSTRA Brasil RUA OLIMPÍADAS, 100, VILA OLÍMPIA, SÃO PAULO - SP. TEL: (11) 3048-9300 | Email : brasil@systra.com